Assine a iniciativa popular para barrar a reforma trabalhista

DATA: 25/10/2017


 

 

A lei da reforma trabalhista de Temer, que protege os interesses dos empregadores e acaba com direitos previstos na CLT, entrará em vigor no dia 11 de novembro. Para impedir esse retrocesso, a CUT lançou a Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista, cujo principal instrumento é um abaixo-assinado em apoio ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular (Plip) para revogar a nova lei trabalhista (13.467/2017).

Para que o projeto seja protocolado na Câmara dos Deputados é necessário que ele tenha o número suficiente de assinaturas, que corresponde a 1% do eleitorado brasileiro. Segundo a CUT, deve ter pelo menos 1,3 milhão de assinaturas.

Os dirigentes sindicais estão indo às ruas e aos locais de trabalho para coletar assinaturas. É importante que os bancários e bancárias participem assinando o projeto de lei e ajudando nesse trabalho. Converse com seus colegas de agência e departamento, com seus vizinhos e com seus familiares e participe também dessa luta.

 

QUER PARTICIPAR DA CAMPANHA?

Procure um dirigente sindical e peça para assinar a lista em apoio ao Plip. Você também pode imprimir a lista, pelo anulareforma.cut.org.br, e coletar assinaturas de amigos, parentes, colegas de trabalho.

Fonte: SEEB-RO com informações do SEEB-SP
Cliques na Notícia: 46

  CONVÊNIOS